Thiago Henrique Santosbiólogo e filósofo das ciências 

Minha mãe conta, e eu tenho alguns lampejos de memória, que quando eu tinha lá meus seis ou sete anos eu queria voar. Eu vestia minha roupa de super-homem e esticava os braços para o alto na tentativa de alçar vôo.

Nunca funcionou, claro, e eu estava certo de que o problema era a capa. Passei boa parte da minha infância tentando resolver o problema da capa sem sucesso. O processo era simples, eu assistia um episódio do desenho “Super Amigos”, observava o Super-homem voar e criava uma hipótese nova.

O que na época eu não sabia é que já estava entregue ao método cientifico. Como um verdadeiro discípulo de Karl Popper lá ia eu todos os dias falsear minha mais nova teoria sobre o vôo livre com capas vermelhas e roupas colan azul.

A televisão, o cinema e a literatura continuariam me influenciando. Conheci a teoria da relatividade de Einstein pesquisando sobre viagens no tempo depois de assistir De volta para o futuro. Jurassic Park me apresentaria à paleontologia e à teoria da evolução. Julio Verne me levaria a uma viagem ao centro da Terra e à Lua, dando origem ao meu interesse pela astronomia.

Eventualmente acabaria entrando para a faculdade de Biologia, passando a ser parte integrante do mundo científico que sempre me seduziu. O amor pela biologia foi imediato, eu precisei apenas de uma semana de aulas para descobrir que era isso que eu queria pelo resto de minha vida. Dentro da biologia descobri ainda minha outra paixão, a teoria da evolução. Foi durante a faculdade que me aprofundei na filosofia da ciência e suas implicações.

Popper e Kuhn se transformaram em ídolos, assim como Dawkins e Jay Gould. Mas foi um astrônomo quem me daria a inspiração necessária para partir para o campo da divulgação cientifica. Carl Sagan dedicou sua vida à ciência e a sua divulgação. O Polegar Opositor nasceu da vontade de divulgar a ciência e, quem sabe um dia, servir de guia para os muitos garotos e garotas que hoje tentam voar com suas capas vermelhas e colan azul.

Andréa Ramirez Andréa Ramirez é, dentre outras tantas coisas, paulistana in the city, bióloga/geneticista, professora universitária, pesquisadora por conta, administradora de listas de discussão e, inclusive, divulgadora científica!
Laura Rocha Prado Eu sempre achei que besouro era tudo gente boa, daí resolvi virar especialista neles. Faço mestrado em Zoologia no IB-USP e espero terminar um dia.
Fernanda Ramirezpesquisadora, professora, escritora e arte-experimentadora Alegre e inquieta. Paulistana pé de lã, divulgadora científica e cultural. Mestre e doutoranda pela Unicamp, desenvolve pesquisas em psicanálise e esporte. Blogueira, posta no Cinco de Outubro, no Ser-Tão Paulistano, no Polegar Opositor e no Café Docente. Cronista, colabora com o Jornalirismo. Em 2009 foi premiada pela União Brasileira de Escritores, na categoria Mulheres Cronistas.
Bárbara C. Dias Sou especialista em Biologia Aquática pela Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e Licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade do Estado do Rio de Janeiro (UERJ). Atualmente trabalho como Tutora Presencial do Centro de Educação à Distância do Estado de Rio de Janeiro (CEDERJ) e sou professora da Secretaria de Estado de Educação (SEEDUC-RJ). Tenho experiência na área de Ecologia, com ênfase em Ecologia de Ecossistemas dulcícolas, Ecologia de Paisagem, Ecologia de Riachos e peixes. Interesses em Educação Ambiental e Divulgação Científica, e acho os blogs uma boa ferramenta para divulgar ideias e ciência.
Renato Chaves Azevedo Entrei no curso de Biologia achando que iria mudar o mundo descobrindo a cura de alguma doença como o câncer ou a AIDS. Lá pro meio do curso, entretanto, descobri que o tipo de mudança que o mundo precisa é de outra natureza e, desde então, passei a me dedicar visceralmente à educação e ao ensino de Ciências.
Veronica Slobodian Bacharel e licenciada em Ciências Biológicas pela Universidade de São Paulo, campus de Ribeirão Preto. Mestre pelo Programa de Pós-graduação em Biologia Comparada, no mesmo campus. Adora os peixes com os quais trabalha, e a Biologia como um todo, principalmente as questões gerais que abrangem esta área das Ciências. Tem especial paixão por Epistemologia, Sistemática, Biogeografia e Anatomia Comparada.