Chagas e sua doença.

agosto, 2008

Carlos Justiano Ribeiro Chagas, o Carlos Chagas, foi um dos maiores cientistas brasileiros. Mineiro, filho de cafeicultor, estudou na Escola de Medicina do Rio de Janeiro. Teve o privilégio de estar na faculdade quando esta passou por profundas mudanças por conta das descobertas feitas por Luis Pasteur.

Teve como orientador Oswaldo Cruz, com quem manteve uma longa amizade. Não é de se espantar que um homem influenciado por Pasteur e amigo pessoal de Oswaldo Cruz, tenha sido um dos maiores médicos brasileiros.

Por sua tese de doutorado sobre malária, foi convocado por Oswaldo Cruz a ajudar no combate a doença. A eídemia foi controlada em cinco meses. O sucesso da operação acabaria levando Chagas, um ano depois, a ser enviado para a cidade de Lassance, em Minas Gerais.

Fonte: Wikipedia

Lassance estava no caminho de uma nova linha de trem. Os trabalhadores da ferrovia estavam sofrendo de uma aparente epidemia de malária e, por dois anos, Chagas se instalou em um vagão de trem que também servia de laboratório improvisado. Foi durante este período que ele encontrou o protozoário Trypanosoma cruzi.

A descoberta do T. cruzi levou Chagas a realizar um dos maiores feitos da medicina. Nenhum outro médico foi capaz de identificar e descrever todas as fases de uma doença. Desde seu vetor, o parasita, fases de encubação e formas clínicas.

Mesmo assim houve muita resistência inicial. Alguns pesquisadores negavam a relação entre o T. cruzi e a doença de chagas. Carlos Chagas por sua vez fez questão de exigir que sua descoberta fosse investigada das maneiras mais rigorosas possíveis. Uma atitude digna de um homem que compreende a ciência em sua plenitude.

Clique para ampliar. Fonte: Wikipedia.

Clique para ampliar. Fonte: Wikipedia.

Chagas ainda assumiu o instituto Oswaldo Cruz, na ocasião da morte do próprio Oswaldo, até então presidente do instituto. Acabou por promover mudanças administrativas inspirado no Instituto Pasteur, o que acabou por tornar o Oswaldo Cruz um dos institutos mais respeitados do país.

Infelizmente Chagas viveu o suficiente para ver o instituto sofrer com as ações de Getúlio Vargas, que interferiu na autonomia do Oswaldo Cruz, o que resultou em problemas administrativos e de manutenção das instalações.

Chagas morreu em 1934. Após sua morte uma série de pesquisadores de vários países acabaram por confirmar a relação entre o T. cruzi e a doença de chagas, acabando finalmente com a controvérsia que persistia até então. Carlos Chagas deixou para o Brasil bem mais que as muitas benfeitorias que produziu em vida. Deixou o exemplo de um cientista abnegado, que não se abatia com as adversidades, antes disso, as transformava em oportunidades únicas de crescimento.